"TCHAUZINHO": CONHEÇA AS PRINCIPAIS CAUSAS DA FLACIDEZ NOS BRAÇOS E SAIBA COMO TRATÁ-LA

26 Setembro 2019
 tchauzinho02
 
 
 
 
Descubra o que o universo da beleza pode oferecer para diminuir o famoso tchauzinho, que, para muitos, é uma verdadeira dor de cabeça.
 
O tchauzinho é um incômodo que acomete a grande maioria das pessoas. Apesar de ser uma reclamação constante nos consultórios, poucos sabem que a maior causa da flacidez na área dos braços é a variação de peso. “A pele dos braços é fina e não possui grande elasticidade. Logo, ao ser distendida com o ganho de peso, a gordura faz com que a área fique curva. Então, mesmo após emagrecer novamente, a pele não volta ao estado original, tornando-se flácida. Com a idade, a quantidade e qualidade do colágeno diminui e a espessura da pele fica ainda mais fina e com menos elasticidade, agravando ainda mais a flacidez e podendo apresentar um aspecto enrugado”, explica o dermatologista Dr. Abdo Salomão, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. De acordo com o médico, o problema pode ser facilmente evitado através da adoção de uma alimentação adequada e da prática regular de exercícios físicos. Porém, para quem já sofre com o problema, existem procedimentos estéticos que auxiliam na diminuição da flacidez dos braços, que serão indicados dependendo das causas da alteração. Confira alguns desses tratamentos abaixo:
 
 
 
 
 
tchauzinho01
 
 
 
 
 
Total Sculptor – Ideal para quando a flacidez nos braços é causada tanto pelo excesso de pele quanto pelo excesso de gordura, o Total Sculptor é a única plataforma a associar ultrassom macrofocado e radiofrequência multipolar (além de criolipólise, corrente de estímulo muscular e outras tecnologias) para tratar a flacidez de maneira completa. “O protocolo começa com o congelamento das células (criolipólise) de gordura com consequente morte celular. Mas na mesma sessão, logo após a criolipólise, algumas células de gordura ainda são destruídas por um potente ultrassom macrofocado, que potencializa muito a perda de gordura localizada”, afirma o dermatologista. Enquanto isso, a corrente de estímulo muscular age em uma tecnologia que faz a paciente ‘malhar’ de forma passiva. “Enquanto a paciente está parada, o equipamento começa a contrair e soltar o músculo várias vezes até fazer a definição da área muscular.” Não há cuidados especiais pós-tratamento e nem downtime, ou seja, após o procedimento, o paciente pode voltar normalmente para suas atividades normais. Uma sessão é necessária para atingir os resultados.
 
FatAction – Indicado para quando o tchauzinho é causado majoritariamente pelo excesso de gordura, o FatAction utiliza um ultrassom macrofocado e robotizado que destrói célula de gordura em uma sessão e previne eventual flacidez pós-procedimento. A poderosa tecnologia pode ser facilmente combinada com a tecnologia de congelamento que está disponível no Total Sculptor, aumentando os resultados. “O tratamento robotizado por scanner concentra a energia do ultrassom em um ponto específico e vibra intensamente até ‘quebrar’ a gordura. Diferentemente da criolipólise, método de congelamento das células de gordura, o resultado do ultrassom é visto na hora e não em dois meses como no método por frio. E, no geral, apenas uma sessão é indicada”, destaca o especialista. “Esse ultrassom de alta performance permite resultados expressivos em tratamentos rápidos, já que uma sessão dura em média de 20 minutos a uma hora, dependendo da área tratada”, afirma o médico. Segundo o dermatologista, após o procedimento, a área pode ficar vermelha, mas o paciente volta imediatamente para suas atividades normais.
 
 
 
 
 
tchauzinho
 
 
 
 
D&D – Quando a causa da flacidez dos braços é a má qualidade da pele, tratamentos que estimulam a produção de colágeno são os ideais, como o D&D, ou drug delivery digital, que acaba com a flacidez em sessões rápidas através da injeção de ácido hialurônico. “A técnica permite a inserção de ácido hialurônico na região corporal por meio de agulhas, com total controle do médico e na dosagem perfeita, que é 100% aproveitada”, explica. A substância promove firmeza ao estimular as fibras de sustentação da pele. Segundo o dermatologista, diferente da técnica de drug delivery comum, em que as microagulhas perfuram a pele e as substâncias são aplicadas posteriormente aproveitando esses canais de entrada das agulhas, o D&D funciona como uma injeção, então não há perda de substância na camada mais superficial da pele. “Com a tecnologia D&D, as agulhas fazem a entrega dos ativos diretamente no alvo, como se fosse uma ‘injeção’. Por isso, D&D permite um tratamento homogêneo e preciso”, afirma o médico. “Geralmente, o tratamento é feito em quatro sessões mensais e após 30 dias da primeira sessão já é possível notar mais firmeza, com melhora do aspecto geral da pele”, finaliza o Dr. Abdo.
 
 
 
 
 

Sigam @pautadeluxo no Instagram  

Compartilhar

Posts Relacionados

Mais Recentes

siga-nos

Receba novidades e promoções por e-mail: