FRONTOPLASTIA, SABE O QUE É?

26 Dezembro 2019
1capatesta
 
 
Frontoplastia minimiza sinais de envelhecimento da testa e é capaz de reposicionar as sobrancelhas
 
 
Também conhecida como Lifting frontal, cirurgia traz bons resultados estéticos e pode ser combinada a outros procedimentos; O Dr. Paolo Rubez explica tudo sobre o procedimento.
 
É comum, com o passar do tempo, que a perda da elasticidade da pele, somada à gravidade e contração muscular, leve à formação de rugas na região frontal (testa) e queda das sobrancelhas. Para isso, existe a Frontoplastia, também conhecida pelo nome de Lifting Frontal.A frontoplastia é uma técnica capaz de reposicionar as sobrancelhas baixas e minimizar as rugas e linhas de expressão da testa”, afirma o Dr. Paolo Rubez, cirurgião plástico e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).
 
 
 
O procedimento pode ser realizado de duas formas: com aparelhos de endoscopia ou sem; ambos têm duração média de duas horas e podem ser efetuados com anestesia geral ou anestesia local com sedação. Segundo o Dr. Paolo, na técnica sem endoscópio, o médico realiza três cortes no couro cabeludo – no meio e nas laterais. Dessa forma, o cirurgião consegue descolar e puxar a pele de forma delicada, fazendo com que a cicatriz fique escondida entre os cabelos. Já na via endoscópica, são feitas três ou quatro incisões, de 3 a 4 cm. Logo depois, os ligamentos e músculos são reposicionados para que a face ganhe a característica desejada pelo paciente. “Independentemente da técnica, o lifting frontal ameniza o envelhecimento, reduz as rugas e podem arquear as sobrancelhas de acordo com o gosto do paciente”, reforça.
 
 
 
 
 
373098 922473 lifting frontal
 
 
 
O período de recuperação da cirurgia é relativamente curto; na maioria dos casos, o paciente pode retornar às atividades costumeiras entre 1 a 2 semanas. No entanto, como em todo processo cirúrgico, a frontoplastia exige alguns cuidados pós-operatórios para que os resultados saiam como esperado. “O paciente deve fazer uso das medicações prescritas e evitar esforço físico por 4 semanas. Além disso, não se expor ao sol é importante para que a cicatriz tenha uma melhor qualidade”, ressalta.
 
Por fim, o cirurgião diz que a cirurgia pode ter seus resultados potencializados caso seja combinada a outras técnicas “É comum a associação com outros procedimentos como a Ritidoplastia/Lifting facial, o ressurfacing com laser ou até mesmo a enxertia de gordura. Quando há necessidade de tratamento do excesso de pele da pálpebra superior, pode ser associada também à cirurgia de blefaroplastia. Seja como for, é ideal conversar com um cirurgião responsável sobre suas expectativas, experiente na área e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Ele te indicará quais procedimentos trarão o maior benefício”, finaliza
 
 
 
 
 
 
 

Sigam @pautadeluxo no Instagram  

Compartilhar

Posts Relacionados

Mais Recentes

siga-nos

Receba novidades e promoções por e-mail: