LIFTING FACIAL, DAS PÁLPEBRAS, DE SOBRANCELHAS, PREENCHIMENTO E BOTOX, SAIBA AS DIFERENÇAS

29 Julho 2016

 

FOTOGRAFIA DE GETTY

 charlotte-tilbury-kate-moss-campaign-vogue-25jul16-pr b 426x639

cirurgião plástico dr. Leandro Ventura esclarece as especificidades de cada procedimento.

 

1.     “Sinais de envelhecimento facial: são variados e acontecem em virtude das múltiplas alterações estruturais que ocorrem em todos os níveis teciduais: flacidez de partes moles - pele, músculos, ligamentos; queda e alterações de volume nos compartimentos de gordura; reabsorção de arcabouço ósseo. Na prática, rugas profundas, olheiras acentuadas, pálpebras pesadas, desaparecimento das maçãs do rosto, apagamento do contorno mandibular, lábios progressivamente menores, lóbulos de orelhas vazios, “papada". Nesse contexto, visando amenizar os sinais que o tempo nos imprime, existe uma gama de procedimentos (dos menos invasivos aos tratamentos cirúrgicos propriamente ditos) dos quais podemos lançar mão. Cada sinal é multifatorial na sua causa.

 

2.     Rugas  ( de expressão ) (ou rítides, daí o termo “ritidoplastia” ser utilizado como sinônimo para plástica cérvico-facial): Podem ser vistas desde a juventude, variando em intensidade de pessoa para pessoa, como consequência à movimentação da musculatura da mímica facial. São as chamadas “rugas de expressão”. Estas têm caráter dinâmico, só aparecendo durante a contração muscular. Exemplos: rugas na testa, entre as sobrancelhas, ao redor dos olhos, no dorso do nariz.

  

3.     Genética e fatores externos: Com o passar do tempo, a pele sofre importantes alterações (diminuição da espessura de suas camadas, perda de elasticidade, etc.), que serão mais ou menos intensas na dependência da predisposição genética de cada um e de fatores externos (exposição ao sol - radiação UV, tabagismo, alimentação, poluição, patologias, etc.). Com isso, rugas que inicialmente apenas poderiam ser observadas durante a expressão facial, em longo prazo, também serão percebidas em repouso. Passam de dinâmicas a estáticas. Há ainda outros sulcos estáticos não diretamente relacionados aos movimentos da mímica. São oriundos do descenso global dos tecidos moles faciais que deslizam progressivamente em sentido caudal por sobre o esqueleto ósseo por ação da gravidade e, ficando mais firmemente aderidos em regiões ligamentares, geram redundância e marcas inestéticas, tais como: sulco naso-jugal ou sulco da lágrima/ olheira, sulco naso-geniano ou “bigode chinês”, “linhas de marionete”, etc.

 

4.     toxina botulínica, que é injetada por meio de agulha fina diretamente no músculo, age basicamente bloqueando o estímulo à sua contração, paralisando/enfraquecendo grupamentos musculares específicos. Portanto, ela é indicada para: simetrização de estruturas faciais, cujos posicionamentos dependem do equilíbrio de forças da musculatura da mímica; e para o tratamento de rugas dinâmicas, em que funciona com caráter preventivo, retardando a evolução deste tipo de ruga para estática. Com fins estéticos, não estaria recomendada para menores de 18 anos, gestantes ou lactantes. Seu efeito se inicia em aproximadamente três dias, com máximo em sete a 10 dias e duração de três a seis meses, com variações dependendo do fabricante.

 

5.     Já os preenchedores são substâncias biocompatíveis, que visam a volumização. São injetados por meio de agulha e/ou micro-cânula – indicados nos casos de rugas estáticas e sulcos profundos, auxiliando na regularização da superfície cutânea; e para restauração de volume e contorno faciais (região malar, lábios, lóbulos de orelhas, etc.). Podem ser permanentes, semi-permanentes (duração superior a 1 ano) ou temporários (absorção em até 1 ano); e sintéticos ou não-sintéticos (gordura). Existem diversos produtos no mercado, com diferentes substâncias, formas de apresentação e indicações, variando conforme o fabricante.

  

6.     Tratamentos dermatológicos (peeling, laser, luz pulsada) e de cosmetologia: Além dos procedimentos listados acima, existem ainda tratamentos dermatológicos (peeling, laser, luz pulsada) e de cosmetologia que, melhorando a qualidade da pele, poderiam adiar a necessidade de um procedimento cirúrgico. Acontece que, à medida que aumenta o grau de flacidez e o desposicionamento das estruturas cérvico-faciais, obter resultados satisfatórios sem que sejam necessários procedimentos cirúrgicos se torna cada vez mais difícil.  Dentre esses, destacam-se:

  

  1. Lifting Cérvico-Facial ou ritidoplastia: consiste basicamente em – por meio de incisões na pele disfarçadas em posições estratégicas – acessar diretamente as estruturas faciais e cervicais, reposicioná-las com o auxílio de suturas e retirar o excedente cutâneo, suavizando sulcos profundos e recriando um contorno facial mais jovial e harmônico.
  1. Blefaroplastia (plástica das pálpebras superior e inferior): permite retirada do excedente cutâneo, correção de “olheiras” (que podem ser causadas pelo abaulamento de bolsas de gordura), correção de desposicionamentos.
  1. Lifting de Sobrancelhas: elevação cirúrgica de sobrancelhas que ao longo do tempo ptosaram/ desceram.

 Dessa forma, é possível ser mais eficaz no tratamento das distorções do contorno facial. Homens e Mulheres podem se beneficiar.

 

 O tempo da recuperação pós-operatória para retorno às atividades cotidianas é bastante variável, dependendo das características de cada paciente e do(s) procedimento(s) realizado(s), podendo ir de alguns dias a várias semanas. 

 

 Vale lembrar que, não raro, procedimentos minimamente invasivos e cirúrgicos (simples ou combinados) complementam-se, com possibilidade de resultados ainda melhores”, finaliza o médico Leandro Ventura.

 http://www.leandroventura.com/  


Sigam @pautadeluxo no Instagram  

Compartilhar

Posts Relacionados

Mais Recentes

Instagram

siga-nos

Receba novidades e promoções por e-mail: