SEM MEDO DE SORRIR: CONHEÇA SOLUÇÕES PARA O BIGODE CHINÊS

04 Agosto 2019
 bigode-chines-causas
 
 
 
Flacidez causada pela perda de colágeno e elastina, relacionada ao envelhecimento, é a principal causa do surgimento da marca. No entanto, é possível prevenir e tratar o problema com técnicas minimamente invasivas
 
Já reparou como um sorriso pode mudar o nosso dia? Essa expressão tão simples e tão marcante demonstra sentimentos como alegria, empatia, amor, entre outros, além de ser um traço característico quando se trata da beleza do rosto.
 
Acontece que, com o passar dos anos, pode surgir ao redor do sorriso uma marca de expressão bastante desagradável: o bigode chinês, linha que segue a base lateral da asa nasal até a região do mento (queixo). “Essa marca surge em uma região de inserções de diversos músculos relacionados ao movimento bucal, em especial ao sorriso”, conta a Dra. Tatiana Moura da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, “com o envelhecimento, há a perda de colágeno e elastina, que levam à flacidez. Isso colabora para o aparecimento do bigode chinês”.
 
Prevenir ainda é a melhor saída e deve ser feito desde a adolescência com o uso diário de protetor solar. Mas, se o bigode chinês já apareceu, calma: tem como tratar, dependendo do grau da flacidez e, segundo a Dra. Tatiana, a expectativa da paciente para a indicação correta de tratamento.
 
 
 
 
 
bigode-chines-abre
 
 
 
 
 
“Além do protetor solar de uso diário, cremes com diversos tipos de ácidos e tensores podem ser indicados.
 
Preenchedores de diversos níveis, como o ácido hialurônico sintético, que aplicado nesses casos, desempenha a mesma função do ácido hialurônico encontrado naturalmente no corpo humano. A substância, feita de microesferas, promove um acúmulo de água na região, produzindo um inchaço que diminui ou faz desaparecer a ruga. Os efeitos duram de 8 a 10 meses. Têm-se também os procedimentos mais invasivos, como os enxertos de gordura e pele, e a ritidoplastia, também chamada de lifting facial, a cirurgia de rejuvenescimento.”
 
Cada caso deve ser avaliado individual e criteriosamente pelo cirurgião plástico para sanar dúvidas e escolher, com o paciente, o procedimento que melhor se encaixe nas suas necessidades e expectativas.
 
Dra. Tatiana de Moura Cirurgiã Plástica Clinica Tera
https://www.dratatianamoura.com.br/

Sigam @pautadeluxo no Instagram  

Compartilhar

Posts Relacionados

Mais Recentes

siga-nos

Receba novidades e promoções por e-mail: