VAI VIAJAR? SAIBA COMO CALCULAR CUSTOS DE VIAGEM

12 Março 2019

 

PLANEJAMENTO EVITA QUE SONHO SE TRANSFORME EM DÍVIDAS

Em tempos de crise, planejamento financeiro é fundamental para realizar as esperadas viagens de férias, seja sozinho ou em família. Assim, o sonho não se transforma em dores de cabeça durante o ano que ainda vai chegar e tudo o que você guardará são boas lembranças. Para ajudar nesta empreitada, a RDC Férias, clube de férias e viagens programadas com mais de 70 mil associados em todo o Brasil, selecionou algumas dicas.

 

 

CALCULAR CUSTO VIAGEM2

 

 

 

ESCOLHA DO DESTINO E TRANSPORTE – Depois que o destino foi selecionado, o próximo passo é saber como ir. “Aqui, entram as passagens aéreas, de ônibus, de trem ou os custos relacionados com o carro, como combustível e pedágios. Essa etapa é importante, pois representa boa parte dos gastos da viagem, quando não a maior, especialmente em casos de aéreo, o que pode determinar o seu destino”, diz o diretor de Hotelaria da RDC Férias, Júlio Castanheira.

 

SEGUROS – Ninguém está de fato totalmente seguro. Estamos sempre à disposição do destino e, com isso, imprevistos e acidentes podem acontecer. Segundo Castanheira, muitas pessoas acreditam que contratar um seguro viagem ou seguro saúde é uma bobagem, porém eles são imprescindíveis, principalmente em viagens internacionais, em especial para crianças, gestantes e idosos. Atente-se para a cobertura de ambos, que devem ser da hora da sua partida até o último segundo de sua volta. “É importante alertar que a apresentação de seguro viagem é obrigatória para a entrada em alguns destinos. É preciso se informar e se planejar para não ser surpreendido durante a viagem. Neste sentido, o associado RDC Férias conta com a assessoria da agência preferencial do Clube, a RDC Viagens, para oferecer todas as informações, suporte e segurança que nossos associados precisam”, completa.

 

 

 

CALCULAR CUSTO VIAGEM1

 

 

 

VISTOS – Os vistos, vacinas e as documentações exigidas para viagens internacionais podem demandar um gasto grande e um tempo maior de preparo. Por isso, se você deixou tudo para última hora, escolha um destino que não tenha exigências neste sentido, pelo Brasil ou América Latina.

HOSPEDAGEM – Dentro da escala de custo de viagem, a hospedagem também representa um boa parte dos recursos, as vezes a maior. Nessa hora, é necessário entender qual tipo de experiência que se deseja ter e estabelecer o que é importante para a sua experiência. “É um resort, um hotel, uma pousada? Vale ressaltar que é importante pesquisar qual a localização do estabelecimento hoteleiro e saber o período que pretende se hospedar. O ideal é fazer as reservas com antecedência para não correr o risco de contratempos durante a viagem”, alerta Castanheira.

ALIMENTAÇÃO – Comer é tão essencial que nem parece um item que é esquecido durante o planejamento. De acordo com Marcos Dias, CEO da RDC Férias, é importante planejar a média de valor da alimentação no destino, levando em consideração os almoços e jantares em restaurantes específicos, multiplicando pelos dias de viagem. O resultado é o valor diário reservado para a alimentação. “Neste quesito, a procura por hotéis que oferecem o serviço all inclusive, pensão completa ou meia pensão vêm crescendo entre os viajantes de turismo, por proporcionar uma segurança financeira durante a viagem. A RDC Férias esclarece a diferença entre estes serviços aos associados, cujos valores são sempre cobrados separadamente do valor do plano, devido à variação do regime de alimentação de cada hotel”, esclarece Dias.

 

 

 

CALCULAR CUSTO VIAGEM4

TRANSPORTE LOCAL – É importante também calcular os custos do transporte local que irá utilizar no período de viagem, tal como metrô, ônibus, trem, balsas e até mesmo aluguel de carros. Também vale a dica de deixar um valor separado para eventuais táxis que precisar utilizar.

COMPRAS – Certamente, este é um item que por vezes define a natureza da viagem e, portanto, deve ser bem pensado, principalmente em viagens ao exterior, onde o câmbio pela moeda local pode trazer surpresas desagradáveis na fatura do cartão de crédito. Seja para fazer compras em São Paulo ou Miami, vale ter um orçamento bem definido, incluindo um segundo fundo de segurança, caso algo seja imperdível.

ATRAÇÕES TURÍSTICAS – Castanheira sugere ainda que se faça um roteiro de todas as atrações turísticas do destino que irá visitar, pesquisando os preços das entradas. “Reserve uma quantia também para possíveis atrações de última hora, como festas e shows”. Saber como calcular o custo de viagem é importante e bem menos complicado do que parece. Quer uma forma fácil de garantir que cada etapa seja completada corretamente? Baixe a checklist de planejamento de viagem gratuita no link do Blog da RDC Férias: http://rdc-ferias.rds.land/checklist-planejamento-viagem

 Fonte - Júlio Castanheira, diretor de Hotelaria da RDC Férias


Sigam @pautadeluxo no Instagram  

Compartilhar

Posts Relacionados

Mais Recentes

Estilo de rua

siga-nos

Receba novidades e promoções por e-mail: