MONTBLANC EDIÇÃO PATRONO DAS ARTES – HOMAGE TO SCIPIONE BORGHESE

07 Junho 2017

montblanc11

Parte central do compromisso permanente e engajamento ativo na promoção das artes e da cultura em todo o mundo, a Montblanc tem reconhecido, há mais de 25 anos, a inestimável contribuição dos mecenas das artes contemporâneos com o prestigioso Prêmio Montblanc de la Culture Arts Patronage. Em 2017, este prêmio será atribuído aos mecenas modernos em 17 países. Cada ano, para coincidir com o Prêmio, é lançado um instrumento de escrita de edição limitada edição, inspirado em um patrono histórico das artes, para homenagear os mecenas contemporâneos.


A Montblanc Patrono das Artes Edição 2017 homenageia Scipione Borghese, o cardeal italiano considerado um dos maiores mecenas e colecionador de arte barroca romana durante o século XVII. Scipione Caffarelli Borghese (1577-1633) tornou-se um dos homens mais ricos de seu tempo depois que seu tio, Camillo Borghese, foi eleito papa Paulo V em 1605 e o nomeou cardeal e chefe dos assuntos governamentais do Vaticano. Graças às finanças tanto do papado como da família Borghese, Scipione Borghese promoveu generosamente as artes plásticas e montou uma das coleções de arte mais valiosas e significativas da Europa. As peças da coleção estão expostas atualmente no Louvre, em Paris, no Castelo de Windsor, em Londres, e na Villa Borghese, em Roma. Sob o patrocínio de Borghese, artistas como o pintor Caravaggio e o escultor Bernini criaram peças inovadoras que se tornariam as primeiras pedras de toque do estilo barroco. A Edição Patrono das Artes Homage to Scipione Borghese é um tributo a este grande mecenas, com detalhes de design lembrando sua paixão pelas artes e o legado que sobrevive através das obras que ele reuniu durante sua vida.

 

montblanc21

A coleção de arte na Villa Borghese em Roma é um monumento à decoração interior romana e abriga uma das maiores coleções de escultura barroca de todo o mundo. A decoração e as obras-primas da majestosa Galleria Borghese também serviram de inspiração para o Montblanc Patrono das Artes – Homage a Scipione Borghese Edição Limitada 4810, com seu corpo de granito remetendo ao piso de mármore multicolorido das grandiosas salas. Os ornamentos e o padrão decorativo gravados na tampa e em torno do cone da caneta-tinteiro espelham os motivos antigos presentes no Vaso de Borghese. Exposto no piso térreo da galeria, este vaso monumental ricamente decorado é hoje um dos destaques do Louvre. A forma superior da tampa, coroada com o emblema Montblanc, feito de resina preciosa nas cores preta e branca, é uma reminiscência do chapéu de um cardeal, enquanto o cone é elegantemente definido com um carneol vermelho adornado com o retrato de Borghese, inspirado nas moedas antigas com o rosto do cardeal. O desenho do clipe da caneta-tinteiro remete ao encantador parque da Villa Borghese, com a sombra dos seus antigos pinheiros. Artisticamente desenhado, o clipe traz à mente os ramos destas antigas árvores colossais, coroado por um quartzo esfumaçado. A pena de ouro maciço Au 750 revestida de rutênio é enriquecida com uma gravura do brasão da família Borghese



O mármore verde escuro na tampa e cone da Montblanc Patrono das Artes – Homage to Scipione Borghese Edição Limitada 888 lembra os andares da esplêndida Galeria Borghese. Sobreposto no mármore, o intrincado invólucro esqueletizado feito de ouro rosé maciço Au 750 reflete os padrões encontrados nos andares da galeria. O cone e o anel da tampa são finamente decorados com os motivos antigos do famoso Vaso Borghese, considerado um dos exemplos mais finos da arte decorativa da antiguidade. Para esta edição, o emblema Montblanc é feito da madrepérola, enquanto a parte superior do cone é uma moeda de ouro rosé Au 750 com uma fina gravação do seu retrato. O clipe com um quartzo fume em forma de gota homenageia os magníficos jardins da Vill Borghese cheios de pinheiros, grutas, fontes e esquinas românticas. A pena de ouro maciço Au 750 parcialmente revestida de rutênio é enriquecida com uma gravura do brasão da família do grande patrono romano.

Colecionar tesouros era um passatempo elegante para os indivíduos os mais ricos daqueles dias, que frequentemente guardavam as curiosidades que simbolizavam seu poder e posição social, como enciclopédias de raridades arqueológicas, relíquias históricas ou antiguidades. Essas peças eram alojadas em um armário altamente ornamentado, muitas vezes com desenhos incomuns e compartimentos secretos. O mundialmente famoso armário de curiosidades Borghese-Windsor, que pertencia ao papa Paulo V e à família Borghese antes de ser adquirido em 1824 pelo rei George IV para o castelo de Windsor, inspirou o desenho de duas Edições Artesanais. 



montblanc31

Limitada a 89 peças como referência para a escultura de Bernini de 89 polegadas Rape of Proserpina, a Montblanc Patrono das Artes Homage to Scipione Borghese Edição Limitada 89 é uma obra-prima de estilo barroco, com a tampa esqueletizada em ouro champanhe evocando o parque da Villa Borghese e um clipe decorado com uma gota de granada de Moçambique na cor vermelha brilhante. Assim como um armário de curiosidades, com suas gavetas coloridas e compartimentos com incrustações de mármores coloridos brilhantes, o corpo de ouro Au 750 esqueletizado é incrustado com lapislázuli, marfim de mamute, casca de paua e osso Limitada a apenas três peças em referência aos três andares da Galeria Borghese, uma segunda variação deste instrumento de escrita apresenta muitas curiosidades excepcionais. A tampa com esqueleto em ouro rose Au 750 da Montblanc Patrono das ArtesHomage to Scipione Borghese Limited Edition 3 apresenta uma incrustação âmbar decorada com insetos pré-históricos. Um compartimento do lado da tampa pode ser aberto como um pequeno armário, revelando a gravação em marfim de um crânio de mamute no seu interior. O corpo esqueletizado é incrustado com um emparelhamento colorido de jade, olho de boi, opala e coral fossilizado. Uma granada vermelha intensa adorna a base do cone, enquanto o emblema Montblanc com diamantes coroa o instrumento de escrita no topo da tampa, e o clipe, semelhante a um ramo, é definido com um diamante em forma de gota.

Para acompanhar estes quatro instrumentos de escrita de edição limitada edição, Montblanc criou dois pares de abotoaduras, igualmente em edição limitada, com referências de design inspiradas no legado de Borghese. Limitado a três peças, um par de abotoaduras ovais de ouro rosé é incrustado com um inseto em âmbar para evocar as curiosidades do cardeal recolhidas durante a sua vida. Somente o âmbar o mais raro foi usado, encontrado na baía de Gdansk , com fossilizado de dinossauro. Na base do cone de ouro champanhe Au 750, uma moeda antiga de ouro maciço exibe o retrato de Borghese reinando sobre esta obra-prima.

idade estimada entre 40 e 50 milhão anos. O mecanismo de unicórnio desta abotoadura revela  uma pérola de ônix na extremidade oposta do âmbar. Um segundo par de abotoaduras circulares foi desenhado em torno de antigas moedas de prata emolduradas em ouro rosé. Cada moeda é certificada e autenticada, revelando a época e a àrea à qual pertenceu nas culturas Romana e Grega. Porque cada moeda é única, a forma e a moldura da abotoadura são diferentes, tornando cada um dos 10 conjuntos verdadeiramente excepcional.

Enquanto Scipione Caffarelli Borghese dedicou grande parte de sua riqueza e tempo ao patrocínio das artes, Montblanc empresta sua paixão pela arte artesanal em uma homenagem a um patrono excepcional, que se cercou com as obras mais extraordinárias e garantiu a sua preservação para as gerações futuras.

Para mais informações visite www.montblanc.com

 

montblanc41 


Sigam @pautadeluxo no Instagram  

Compartilhar

Comentário

Instagram

siga-nos

Receba novidades e promoções por e-mail: